domingo, 12 de abril de 2009

Devo ser fiador?

Quem já não passou por esta situação? De um lado: precisando de alguém para ser seu fiador ou de outro lado: tendo que emprestar seu nome limpinho a alguém que precisa. Correndo o risco de perder algo precioso e custoso por alguém que muitas vezes nem dá valor e pode nos levar a maus momentos, inimizades, traições, descasos, arrependimentos, noites sem dormir... Quem já não passou pela situação constrangedora de pedir ou tão constrangedora quanto pedir, a de negar?
Não me cabe aqui dar minha opinião, somente fazê-lo, leitor, refletir sobre o tema à luz da palavra de Deus e a partir daí tentar formular dicas para se evitar o pior: negar a fiança sem analisar, deixando o outro em má situação ou a concordar em ser fiador sem certas precauções.

Deus nos diz textualmente: “Decerto sofrerá severamente aquele que fica por fiador do estranho, mas o que aborrece a fiança estará seguro” Provérbios 11:15 e mais 4 versículos em provérbios (6:1, 17:18, 20:16 e 27:13) nos aconselha a não sermos fiadores dos estranhos.

Uma coisa é certa: é impossível viver sem um fiador. Precisamos de alguém sempre e se nos colocarmos no lugar do outro poderemos sentir melhor sua situação. Claro que é melhor não ser fiador nunca – é sempre um risco, mas quem não precisa de fiador?

Um cheque em branco, uma compra no seu cartão de crédito, ou mesmo o fato de apresentar um amigo, valem também como fiança. E em qualquer situação de fiança devemos levar em consideração que tomamos para nós toda a responsabilidade. Não há como fugir. O que temos que considerar de antemão é que este é o principio da fiança e se algo der errado, não podemos culpar o outro – temos que assumir nossa responsabilidade sobre a transação. Bom, já sabemos que este é um principio da fiança, portanto:

1. Analise bem a situação da pessoa, fazendo perguntas. Elas não podem ser constrangedoras, são necessárias e se a pessoa estiver com boas intenções vai entender sua preocupação.
2. Não seja fiador de algo que você não poderá pagar.
3. Não seja fiador de alguém que você tenha relacionamento superficial.
4. Não coloque seu relacionamento em risco por causa da fiança – é melhor dizer não.
5. Não culpe o outro se algo der errado, isso não vai ajudar em nada.
6. Não ceda às pressões psicológicas, caso você julgue arriscado demais. Diga não sem culpas.
7. Não haja por impulso, analise bem antes de dar uma resposta. Pense que esta pessoa pode estar dependendo somente de você. E que um dia você pode estar no lugar dela.
8. Se tiver que negar, faça-o com fraqueza e justifique com firmeza e lógica.
9. Não minta ou dê desculpas “esfarrapadas”, isto pode te fazer parecer patético e pode ainda arruinar seu relacionamento. Além de que desculpas “esfarrapadas” humilham as outras pessoas, menosprezando sua capacidade de raciocinar.
10. Enfrente a situação de frente, não fuja. Pode ser mais embaraçoso ainda.

Quando por primeira vez me deparei com este versículo na bíblia pude entender melhor quão abrangente é a palavra de Deus. Ele cuida de nós nos mínimos detalhes de nosso dia-a-dia.

10 comentários:

  1. Ótimas dicas! Não é necessário negar sempre ser fiador, mas analisar bem a situação antes de dar uma resposta.

    ResponderExcluir
  2. "O homem falto de entendimento dá a mão, ficando por fiador do
    seu companheiro".Pv.17:18

    Ser fiador significa aceitar a responsabilidade pela dívida doutra pessoa, se esta deixa de pagá-la. Esse ato torna a situação financeira do co-signatário dependente dos atos do amigo e fica sujeita a fatos que escapam ao seu controle. Pode levar à pobreza e à perda de amizades vitalícias. Isso não significa, porém, que devemos recusar-nos a ajudar alguém que esteja realmente sofrendo, sem meios para atender às necessidades básicas da vida . Quanto aos pobres, não devemos emprestar e sim dar-lhes.
    A paz

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Alexandre e Pastor Carlos pela participação. Realmente a situação é delicada e devemos considerá-la como é: um risco. Para isso temos que analisar a situação da pessoa e a nossa.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Além de ser uma uma situação delicada tanto para quem pede, mas principalmente para quem faz o pedido. Além do que, é extremamente arriscado! Excelente postagem!

    ResponderExcluir
  5. Foi um prazer visitar o seu blog. Posts hiper interessantes. Parabéns.

    ResponderExcluir
  6. Obrigada a todos pela participação e pelos elogios que muito nos motiva a continuar escrevendo e buscando de Deus inspiração.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. É uma situação muito constrangedora. Estou passando por esta dificuldade agora. Preciso alugar um imóvel e meus pais não têm casa própria, não tenho a quem pedir. Tenho totais condições de pagar o aluguel. Por causa dos maus pagadores, sofremos humilhações! Recentemente fui a uma imobiliária e saí com um princípio de depressão por causa disso.

    ResponderExcluir
  8. Cristina Henriques19 de março de 2010 12:45

    Não seja fiador, por ter sido estraguei a minha vida.
    Fui fiadora num crédito de compra de habitação, a pessoa deixou de pagar e eu fiquei com uma parte do meu ordenado penhorado, depois quando vendi a minha casa a parte do dinheiro que eu tinha a receber depois de pago o meu crédito, tambem ficou penhorado. Graças a estes problemas tenho tido depressoes e esgotamentos. Não seja fiador especialmente em credito de habitação, não estrague a sua vida. Quem pede para sermos fiadores quando deixam de pagar o credito põe a cabeça na areia e não querem saber

    ResponderExcluir
  9. Nunca devemos deixar de amar uns aos outros,e fazermos tudo o que tiver ao nosso alcance para ajudarmos os irmãos mais necessitados e em apuros com determinados assuntos, mas tambem,nunca podemos quebrar os principios biblicos deixado por Deus.
    No livro de Salmos 11:3 diz: ¨Quebrando os fundamentos que poderá fazer o justo¨ Esse principio nos leva a pensarmos muito. A palavra de Deus em Proverbio nos exorta dizendo que se formos fiador de alguem,somos Loucos((falta de senso)É um assunto delicado e dificil,temos que ter bastante humildade e sabedoria de Deus ao sermos solicitados sobre o assunto.A palavra nos diz que se nos falta sabedoria peçamos a Ele,pois a todos dá sem nos cobrar nada.Que Deus possa nos abençoar e que possamos abençoar outros dando-lhes conselhos a luz da palavra de Deus.

    ResponderExcluir